segunda-feira, 23 de março de 2015

As Ovelhas mostra o universo da população carcerária feminina do Bom Pastor

Ensaio fotográfico foi realizado como Trabalho de Conclusão do Curso de  Jornalismo


Uma das fotos do catálogo. 
Foto: Priscila Urpia
Apresentado no formato ensaio fotográfico documental, o Projeto Experimental As Ovelhas é um retrato das mulheres que cumprem pena na Colônia Penal Feminina do Recife - CPFR, conhecida como Colônia Penal Feminina Bom Pastor. Realizado no segundo semestre de 2014 e da autoria da jornalista Priscila Urpia, recém-formada pela Faculdade Joaquim Nabuco, o Trabalho de Conclusão de Curso (que concorre ao Prêmio Cristina Tavares de Jornalismo na categoria Estudante de Jornalismo – Foto) mostra a realidade da mulher carcerária, mulheres em processo de triagem, aguardando sentenças judiciárias no regime fechado e algumas já sentenciadas. A CPFR abriga cerca de quase mil mulheres, três vezes mais que a sua capacidade, que é de 270 detentas.

quinta-feira, 19 de março de 2015

20 de março encerram-se as inscrições para estágio em Projeto do Instituto PAPAI


O Instituto PAPAI seleciona estudantes das áreas de Ciências Humanas, Ciências da Saúde e Educação que estejam cursando, no mínimo, o terceiro período, para o preenchimento de vaga de estágio no Projeto Paternidade e Cuidado nos Serviços de Saúde. Para conferir o edital, clique aqui

O PAPAI é uma organização civil sem fins lucrativos, sediada em Recife, que desenvolve ações políticas, educativas e informativas junto a populações masculinas, em situação de pobreza, bem como estudos e pesquisas sobre masculinidades, a partir da perspectiva feminista e de gênero. 



segunda-feira, 16 de março de 2015

Las Mariposas

Projeto teatral reconta histórias compartilhadas por mulheres vítimas de violência







O Projeto Las Mariposas é a construção de um espetáculo de teatro baseado em histórias reais de violência contra a mulher. Nessa primeira fase do projeto, mergulha-se no universo nada fácil de violência, conversando com mulheres que sofreram algum tipo de violência, seja sexual, maus tratos físicos, psicológicos, patrimonial. A ideia é que, a partir dessas histórias, os atores possam transformar a dor em arte e levar o espetáculo para 12 comunidades com maiores índices de violência da Região Metropolitana do Recife. O objetivo dos atores é tirar da sombra essa questão e sensibilizar o maior número de pessoas com o espetáculo. “Acreditamos que essa é uma alternativa, ou pelo menos é a que a gente sabe fazer, pra tentar mudar esse quadro que tanto causa dor e sofrimento.”, destaca Wagner Montenegro, ator do Projeto Las Mariposas.



O Projeto Las Mariposas é uma realização do NEXTO – Núcleo de Experimentações em Teatro do Oprimido, tem incentivo do Funcultura/ Governo de Pernambuco, apoio da 7ª Arte Cinema, Coletivo Lugar Comum, Teatro de Santa Isabel, Instituto PAPAI, Movimento Pró-Criança, e Ritmo Comunicação.


História - O Projeto Las Mariposas é  uma referência às irmãs dominicanas Maria

Tereza, Pátria e Minerva que foram mortas em 1960 pelo regime ditatorial da República Dominicana, por buscarem uma vida com mais igualdade entre homens e mulheres. O dia 25 de novembro, instituído pela ONU como o Dia Internacional de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher,  não foi escolhido por acaso, trata-se exatamente do dia da morte de Las Mariposas. 

sexta-feira, 13 de março de 2015

Campanha Quem Fala Não Consente na Escola Cândido Duarte na Várzea.

O Educador Wagner Montenegro com os alunos da Escola Cândido Duarte
Foto: Acervo Instituto PAPAI.
Esta semana foi a vez da  Escola Cândido Duarte, na Várzea, receber a ação da Campanha Quem Fala Não Consente. Na última terça-feira, os educadores sociais do Instituto PAPAI Wagner Montenegro e Felipe Medeiros estiveram na unidade de ensino para palestrar sobre a importância de coibir a violência contra crianças, adolescentes e mulheres. 
Os jovens do 8o e 9o ano participaram interagindo e fazendo questionamentos aos palestrantes e receberam folhetos e materiais educativos da campanha.

quinta-feira, 12 de março de 2015

Instituto PAPAI abre uma vaga de estágio

O Instituto PAPAI é uma organização civil sem fins lucrativos, sediada em Recife, que desenvolve ações políticas, educativas e informativas junto a populações masculinas, em situação de pobreza, bem como estudos e pesquisas sobre masculinidades, a partir da perspectiva feminista e de gênero abre seleção para o preenchimento de uma vaga de estágio para estudantes das áreas de Ciências Humanas, Ciências da Saúde e Educação que estejam cursando, no mínimo, o terceiro período .

As inscrições vão até o dia 20 de março de 2015.

Mariana Azevedo
Coordenadora de Projetos

Confira o edital completo aqui.